O que são revestimentos cerâmicos e as suas vantagens

Vantagens-Revestimentos-Ceramicos.jpg

Os revestimentos cerâmicos estão consagrados nas normas europeias que compreendem as definições, classificações, características e requisitos de marcação para estes produtos, nomeadamente, através da norma NP EN 14411:2008, onde os revestimentos cerâmicos de paredes e pavimentos são definidos como “placas finas de argila e outras matérias-primas inorgânicas”.

Estes materiais têm evoluído ao longo dos anos de forma significativa devido a uma crescente inovação tecnológica da indústria de fabrico e atualmente, estão disponíveis no mercado, revestimentos cerâmicos de distintas porosidades, dimensões e formatos, para aplicação em diferentes zonas, quer no interior quer no exterior das edificações, sob um largo espectro de condições climatéricas extremas.

Como consequência da evolução tecnologica e da investigação continua, os revestimentos cerâmicos apresentam caraterísticas e vantagens que os tornam nos materiais de revestimento mais adequados a qualquer tipo de projecto, qualquer que seja a área de aplicação. 

Os revestimentos cerâmicos são:

  • Resistentes à abrasão

  • Resistentes aos ácidos

  • Resistentes ao choque térmico

  • Resistentes às manchas

  • Resistentes à exposição solar

  • Resistentes aos produtos quimicos

  • Resistentes ao fogo

Para além disso:

  • Não emitem qualquer tipo de susbtância (zero emissoes)

  • São inertes e antibacterianos

  • Tem grande durabilidade (40 anos é o valor expetável de vida de um revestimento porcelânico, contra 6 anos no caso de carpetes, 10 anos no caso de vinilicos e 15 anos no caso de madeiras naturais)

  • São de fácil instalação

  • Tem uma manutenção simples, podendo ser limpos apenas com água, o que permite não só diminuir os custos, como também eliminar os riscos de poluição resultantes da utilização de produtos quimicos de limpeza.

Os materiais cerâmicos tradicionais são constituídos pela mistura de diferentes minerais em que o principal constituinte é a argila (decomposição de rochas ricas em feldspatos). Para a obtenção do produto final, é necessário considerar um conjunto de características relacionadas com a proporção e o tipo de matérias-primas utilizadas, as condições dos processos de fabrico e as suas especificidades, permitindo o controlo e otimização das propriedades específicas.

Dentro dos revestimentos cerâmicos existem 3 tipos:

  • Revestimentos de parede

  • Revestimentos de Grés

  • Revestimentos de grés porcelânico

Os revestimentos de parede, como indica o próprio nome são revestimentos destinados exclusivamente à aplicação em paredes, em áreas interiores. São obtidos a partir de uma mistura precisa, submetidos a um ciclo térmico especifico permite obter produtos de grande valor estético, com diversas soluções em termos de variações cromáticas, imagens decorativas, reflexão de luminosidade e texturas.
Comparativamente com os outros tipos de revestimentos cerâmicos, o revestimento de parede tem uma elevada capacidade de absorção de água, devido à sua porosidade, sendo superior a 10%, e podendo chegar perto dos 20%.

Os revestimentos de grés caracterizam-se pela sua baixa porosidade e consequente reduzida absorção de água. Dependendo do seu estado de vitrificação, a absorção de água pode variar ente 1 e 6 %, sendo que os produtos de fabricação corrente apresentam normalmente valores inferiores a 3 %. Desta forma, a resistência mecânica, a resistência química e a resistência ao desgaste, bem como a resistência à ação gelo-degelo, também dependem do vidrado que é aplicado superficialmente.
O grés cerâmico aplica-se tanto em pavimentos como em revestimentos de paredes e apresenta-se em diversos formatos, cores, texturas e decorados.

O grés porcelânico é um revestimento cerâmico vitrificado em toda a sua massa e com uma porosidade muito reduzida. A capacidade de absorção de água é extremamente reduzida, comparativamente com os restantes revestimento cerâmicos, sendo geralmente inferior a 0,5%. Estas características conferem excelentes propriedades mecânicas, nomeadamente, resistência à flexão e ao desgaste, resistência ao ataque de produtos químicos, resistência a condições atmosféricas agressivas, o que confere ao grés porcelânico um grande potencial na aplicação de revestimentos dos edifícios, tanto em paredes como em pavimentos de edifícios residenciais ou comerciais, para espaços interiores ou exteriores. É utilizado frequentemente em zonas de grande exigência, como locais sujeitos a uma abrasão excessiva, em áreas de elevado tráfego pedonal, ou em zonas extremamente frias e com condições térmicas extremas.